Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Rede Globo
Você acha que a GLOBO é contra o Cristianismo?
Sim
Não
Um pouco
Não sei
Ver Resultados


Rating: 3.4/5 (349 votos)




ONLINE
1





Partilhe este Site...

---------------------------------------

1

CLIQUE AQUI e

Adquira já o seu livro e cresça

na graça e no conhecimento

---------------------------------------

1

Irmãos não sejais meninos no entendimento, mais sede meninos na malícia e adultos no entendimento (I Co 14.20).

 1

 QUE NA VOLTA DO SENHOR, NO TOCAR DAS TROMBETAS, TU ESTEJAS FIRMADO NA PALAVRA DE DEUS, PARA PODER IR MORAR COM O SENHOR PARA SEMPRE. QUE DEUS TE ABENÇOE.



Total de visitas: 93935
Educação
Educação

campus da Universidade Hebraica de Jerusalém no Monte Scopus.
Academia de Ciências e Humanidades de Israel.
Academia da Língua Hebraica.

Jerusalém abriga diversas universidades prestigiadas, com cursos oferecidos emhebraico, árabe, e inglês. Fundada em 1925, a Universidade Hebraica de Jerusalém é uma das mais respeitadas instituições de ensino superior em Israel. Em um levantamento recente, de 2009, a universidade hebraica foi classificada na posição 64ª no mundo (e 4ª na região da Ásia e do Oceano Pacífico), incluindo-se entre as 100 melhores universidades do mundo. A Comissão de Diretores já incluiu figuras judaicas proeminentes no campo intelectual, tais como Albert Einstein e Sigmund Freud. A universidade também produziu vários laureados do Prêmio Nobel; dentre recentes ganhadores do prêmio associados com Universidade Hebraica incluem Avram Hershko, David Gross e Daniel Kahneman. Um dos maiores bens da universidade é aBiblioteca Nacional de Israel, que abriga mais de cinco milhões de livros. A biblioteca foi inaugurada em 1892, mais de três décadas antes da fundação da universidade, e é um dos maiores repositórios do mundo sobre temas judeus. Atualmente, a biblioteca é ao mesmo tempo a biblioteca central da universidade e biblioteca nacional. A Universidade Hebraica é constituída de três campi em Jerusalém, no Monte Scopus, em Givat Ram e um campus médico no Hospital Hadassah Ein Karem.

A Universidade Al-Quds foi fundada em 1984 para servir como principal universidade para os povos árabes e palestinos. Segundo a própria universidade, é descrita como a "única universidade árabe em Jerusalém". A Universidade Al-Quds se localiza ao sudeste da cidade, num campus de 190 mil metros quadrados (47 acres). Outra instituição de ensino superior em Jerusalém é a Academia de Música e Dança de Jerusalém e a Academia de Arte e Design Bezalel, que tem seus edifícios localizados nos campi da Universidade Hebraica.

campus da Universidade Hebraica de Jerusalém em Givat Ram .

A Faculdade de Tecnologia de Jerusalém, fundada em 1969, combina treinamentos em engenharia e outros campos de alta tecnologia com um programa de estudos judeus. É uma das muitas escolas de Jerusalém, tanto do ensino fundamental quanto superior que combinam estudos seculares e religiosos. Existem, na cidade, diversas instituições religiosas e yeshivás, sendo que a Yeshivat Mir alega ser a maior. No período de 2003-2004, havia aproximadamente 8 mil alunos colegiais em escolas de hebraico. Contudo, devido à grande quantidade de alunos no sistema Haredi, somente cinquenta porcento se matriculavam nos exames (Bagrut), e somente 37% estavam aptos a se formar. Ao contrário das escolas públicas, muitas escolas Haredi não preparam seus alunos para realizar os testes padrões, uma vez que os estudos seculares não atraem a atenção destes. Visando atrair maior quantidade de alunos universitários para Jerusalém, a cidade inicou uma série de incentivos financeiros para subsidiar moradia para os estudantes que alugam apartamentos no centro de Jerusalém.

Colégios para árabes em Jerusalém e em outras partes de Israel são criticadas por oferecer uma educação de qualidade inferior à provida aos israelenses judeus. Enquanto muitas escolas da Jerusalém Oriental, predominantemente árabe, se encontram à margem de sua capacidade, sendo criticadas pela superlotação, o poder local de Jerusalém está construindo mais de uma dúzia de novas escolas nos bairros árabes da cidade. Três escolas, nos bairros deRas el-Amud e Umm Lison, seriam abertas em 2008.